Skip to content

Festas da UPECS

27/07/2017

 

 

 

 

Bodas de Ouro Sacerdotais

10/07/2017

Obrigada, Senhor Arcebispo, pelo seu ministérios em prol deste “Rebanho”!

 

Vigília do Pentecostes

25/05/2017

Este ano, a Comissão Arquidiocesana do Laicado e Família propõe que a Vigília do Pentecostes englobe “um gesto de partida” em conjunto com “um testemunho” público do compromisso eclesial.
Neste sentido, a Vigília tem início pelas 14h15 na Basílica dos Congregados. Percorre depois um trajecto até à Sé Catedral, com paragens nas Igrejas de Santa Cruz e S. Paulo.
D. Francisco Senra Coelho, na qualidade de Bispo responsável pela Comissão do Laicado e Família, apela à paticipação de todos nesta Vigília para que haja a máxima mobilização das bases que constituem cada Carisma (Movimento) ou Associação e das famílias ligadas à Pastoral Familiar.

Papa agradece

14/05/2017

Criada Rádio Paroquial

12/05/2017

Rádio da Paróquia de Esposende

Centenário das Aparições de Fátima

09/05/2017

Páscoa Feliz

16/04/2017

Quando me apresentei para anunciar Jesus Cristo incarnado no homem e a caminho do Pai, na liberdade, na justiça, na paz e no amor, construí Páscoa.
Quando cantei a esperança aos que sofriam o abandono e a solidão e experimentavam na carne e na vida a agressão à sua dignidade de pessoas e de filhos de Deus, construí Páscoa.
Quando acolhi alguém com fome de ser ouvido porque encontrava as portas a que batia sempre fechadas, construí Páscoa.
Quando enxuguei lágrimas, quando ajudei a sorrir, quando despertei vontade de viver e de caminhar, construí Páscoa.
Quando parei junto a um pobre do caminho, porventura sujo, ébrio e repelente e lhe estendi a mão, sorri e falei com ele, construí Páscoa.
Quando fiz crescer uma flor, aconcheguei uma gota de água a uma planta com sede, ajudei com o meu procedimento a que minha casa, que é o mundo, se conservasse limpa e fresca, construí Páscoa.
É que, se acreditamos em Cristo, a nossa vida é Páscoa, construímos Páscoa.
Ela, a Páscoa, aconteceu. Mas é preciso que continue a acontecer, vencendo as resistências do nosso egoísmo, do nosso individualismo, da nossa acomodação, da nossa desumanidade, das trevas que se adensam diante da nossa (pouca) fé, como aconteceu na primeira Páscoa com a vitória de Jesus sobre o pecado e sobre a morte.
É preciso que o mundo acredite na Páscoa.
É preciso que a Igreja acredite na Páscoa.
É preciso que eu acredite na Páscoa.
Viva a Páscoa!